fbpx

Utilização da cama de frango como adubo orgânico

O uso da adubação orgânica em lavouras, pastagens, na horticultura e fruticultura, com o uso da cama de frango, há muito tempo vem sendo incentivado pelos técnicos da FOCO RURAL. A cama de frango é o conjunto do material utilizado para forrar o piso dos galpões de granjas, que pode ser de palha de arroz, feno de capim, sabugo de milho triturado ou serragem, misturado com os dejetos, restos de ração e penas.  

Para se  ter uma ideia do volume, a quantidade de cama de frango gerada, após o ciclo de 40 dias de engorda de pintinhos, é de cerca de dois quilos por animal alojado. Um lote de 25 mil aves gera aproximadamente 50 mil toneladas de esterco. 

 O Diretor técnico da FOCORURAL Carlos Marek, fala que “a alternativa para o uso da cama de frango é estratégica, uma vez que o material apresenta nutrientes que podem ser incorporados ao solo, e promoverem o incremento na produtividade das lavouras com redução de custo de produção”.  

Carlos Marek explica ainda que a cama de frango, quando passa por um processo de compostagem, ou seja, foi decomposta antes de ser aplicada no  solo tem um efeito melhor para a lavoura do que quando aplicada “crua”. A cama de frango traz efeitos positivos, como a melhoria da capacidade de armazenamento de água no solo, pois as plantas adubadas com adubo orgânico resistem mais ao veranico,  e observa-se o efeito residual do adubo orgânico na pós-colheita.

O diretor técnico do FOCO RURAL fala também que “o Brasil importa atualmente cerca de 60% dos produtos usados na fabricação de adubos – fósforo, nitrogenados e potássio. O volume  está bem acima do que é importado por outros países com elevada produção de alimentos, e o uso da cama de frango como adubo orgânico tem um reflexo positivo no contexto de mercado, reduzindo a dependência da importação de fertilizantes.”

Carlos Marek, fala que: “Os solos com baixo teor de argila  apresentam restrições para o cultivo. Em geral, possuem baixa fertilidade natural e presença altíssima de alumínio (AL) em forma tóxica. Além disso, apresentam um baixo teor de matéria orgânica (MO), que é a principal responsável pela maior parte da capacidade de troca de cátions (CTC). Consequentemente, solos com baixo teor de argila e pouca matéria orgânica apresentam baixa capacidade de retenção de água também.”

Assim diz Carlos Marek que a: “Utilização da cama de frango como adubo orgânico de pastagens. O uso da cama de frango como adubo orgânico está sendo muito difundido, não somente como adubação de pastagens, mas também para hortaliças, milho, algodão, café, soja, frutas.”

Carlos fala que a FOCO RURAL comercializa também a cama de frango e que os agricultores interessados, seja qual for a quantia deve entrar em contato com a FOCO RURAL no whatsapp 44 99929-0049    E-mail: comercial@focorural.com. Carlos Marek fala que o FOCO RURAL dá grande  importância para a analise da cama de frango, a análise é necessária para determinar a quantidade de nitrogênio, fósforo e potássio que o fertilizante possui. Além de nitrogênio, potássio e fósforo, enxofre, zinco, cálcio, magnésio, ferro, cobre e outros micronutrientes, a cama de frango também possui matéria orgânica. A matéria orgânica melhora a capacidade de armazenamento de água, facilita o crescimento das raízes das plantas e retém água e nutrientes no solo.

A adubação orgânica com cama de frango, se bem manejada, pode contribuir de forma positiva para a agricultura familiar. O uso da adubação orgânica, mesmo em solo de baixa fertilidade, mostrou-se eficiente para a produção de grãos, com produtividade superior.

Fonte: Assessoria