fbpx

Soja: preço deve ser positivo mesmo com safra recorde

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou o relatório de oferta e demanda de grãos esta semana. Nele, o órgão americano prevê que o Brasil produzirá cerca de 123 milhões de toneladas de soja, superando a safra americana no ciclo 2019/2020, estimada em 96,6 milhões de toneladas.

O economista-chefe e diretor da Agroconsult, André Pessoa, afirma que a diferença se dá pela quebra de safra nos EUA em função de problemas climáticos. “Do nosso lado, plantamos uma área 2% maior e apesar dos problemas na arrancada do plantio, o clima se ajuste e a expectativa é de colher uma safra recorde”, diz.

Para o analista, a guerra comercial entre Estados Unidos e China ainda não foi resolvida. “Não sabemos se o acordo será fechado e como as importações da China vão se comportar. Aqui no Brasil teremos uma demanda bastante aquecida, seja para o farelo da soja usado na produção de carne e pela questão do biodiesel, que tem puxado a demanda por óleo”, diz. “Estou confiante que, mesmo com uma safra grande, teremos preços positivos”, completa.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Canal Rural