fbpx

Soja: entenda os 4 fatores que fizeram Chicago fechar com alta de 1,9%

Contratos do grão com entrega em agosto de 2019 fecharam a US$ 8,65 por bushel; a posição novembro terminou o dia a US$ 8,83

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Chicago fecharam a quinta, 8, com preços muito mais altos. Segundo a Safras & Mercado, uma combinação de fatores serviu como pretexto para o movimento de correção técnica.

“Os agentes buscam um melhor posicionamento frente ao relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), que será divulgado na segunda, 12. A preocupação com o clima no cinturão produtor americano também contribuiu para a elevação”, informa.

O relatório semanal de exportações dos Estados Unidos ajudou na recuperação, de acordo com a consultoria. “Nem tanto pelo resultado global, mas ao indicar que a China liderou as compras no período, dando sinais de uma possível retomada nas compras por parte daquele país”, diz.

Fechando o cenário positivo, o mercado foi impulsionado pelo quadro financeiro mais positivo, que alavancou as commodities, principalmente o petróleo.

Os contratos da soja em grão com entrega em agosto fecharam com alta de 16,25 centavos de dólar, ou 1,91%, em relação ao fechamento anterior, a US$ 8,65 por bushel. A posição novembro teve cotação de US$ 8,83 por bushel, com ganho de 16,25 centavos de dólar por bushel, ou 1,87%.

FONTE: Agência Safras