fbpx

Soja atinge patamar de US$ 9 por bushel

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na segunda-feira (16.09) alta de 1,25 ponto no contrato de Novembro/19, fechando em US$ 9,00 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com valorizações entre 1,25 e 1,75 ponto.

Os principais contratos futuros abriram a semana em ligeira alta no mercado norte-americano da soja, suficiente para atingir o patamar de US$ 9,00 por bushel. Houve nova compra de soja norte-americana pela China: 256 mil toneladas da safra 2019/20, de acordo com o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O montante se soma às 204 mil toneladas anunciadas na última sexta-feira (13.09).

De acordo com a Consultoria ARC Mercosul, a semana iniciou com fortes influências de ambos os lados do mercado: “A macroeconomia, arrastada pela alta agressiva nos preços do petróleo mundial, oferece um forte suporte às commodities agrícolas, principalmente aquelas com biocombustíveis como subprodutos. Do outro lado, o cenário climático para a segunda metade de setembro aqui nos Estados Unidos se mostra altamente favorável para o desenvolvimento reprodutivo da soja e do milho”.



“Além do mais, na manhã de hoje, o USDA confirmou outra venda de 256 mil tons de soja estadunidense em direção a China, o que totaliza 460 mil tons já vendidas nesta recente semana. Entretanto, os rumores permanecem de que os chineses irão adicionar, pelo menos, dois milhões de tons de compras da soja-EUA, como um gesto de ‘boa vontade’ nas novas negociações bilaterais. Fundos de gestão ativa continuam empilhando contratos vendidos, apostando no pessimismo do mercado”, concluem os analistas da ARC Mercosul.

Fonte: Agrolink