fbpx

SC: Suinocultores têm granjas destruídas pelas chuvas e tentam fazer carregamento dos animais

Após a forte chuva que atingiu o Oeste e Meio-Oeste de Santa Catarinense na tarde de sexta-feira (14), suinocultores da região encontram dificuldades para fazer o carregamento de animais, após as granjas ficarem destruídas na região. A chuva torrencial atingiu vários municípios e em duas horas de muito granizo e ventos fortes, deixou um cenário de destruição na região. Além do carregamento de suínos, a preocupação agora são com as condições do tempo já que as previsões indicam mais chuvas e mantém o estado de alerta. 

Rudi Altenburger, suinocultor em Treze Tílias/SC, registrou a morte de sete suínos na granja e agora apura os impactos nas estruturas do local, consequência dos ventos fortes. “Apesar dos sete suínos, meu prejuízo foi maior na estrutura. Não sei nem te dizer ainda ao certo o quanto que perdermos, mas entrou muita água, desabou parte da granja e molhou muito a parte das rações”, comenta. 

Destaca ainda que na propriedade vizinha, que tem cerca de 1000 suínos, o produtor também tenta fazer o carregamento dos animais. Ainda de acordo com Rudi, toda a comunidade sentiu os impactos da chuva a Prefeitura começava a tentar a liberar as estradas da região nesta manhã. 

Marcos Spricigo, produtor em Arroio Trinta, explica que todo o setor está tentando atender todos os produtores e ainda procurando onde colocar os animais. “É uma situação de calamidade, temos muitas granjas descobertas no nosso sistema de integração e sabemos de outras empresas que estão tendo problemas sérios. É uma manhã com as atenções voltadas para tentar resolver ou amenizar um pouco o estado de calamidade que estamos”, comenta. 

Spricigo relata ainda que a situação é a mesma em várias cidades no Meio-Oeste Catarinense, onde sua empresa tem integração com vários produtoras. Além da preocupação com a estrutura, o produtor destaca que ainda busca solução para conseguir alimentar os animais, que estão sem alimentação desde a tarde de sexta-feira. “É uma situação muito complicada mesmo”, comenta. 

Previsão é de mais chuvas e estado de atenção 

Segundo Estal Sias, meteorologista da Metsul, o norte de Santa Catarina, todo estado do Paraná, extremo sul de São Paulo e sul do Mato Grosso do Sul continuam com alertas de chuvas fortes para esse sábado. De acordo com a especialista, tudo indica que durante a chuva tornados se formaram na região. “Nós tínhamos uma frente fria avançando pelo sul do Brasil e ar quente no norte do país, quando a gente tem o encontro desses dois elementos se forma uma nuvem de temporal como aconteceu”, explica. 

A contribuição de ar mais quente pode voltar acontecer e novos danos não estão descartados. A meteorologista destaca que além de chuvas volumosas, a região recebeu ainda muita descarga elétrica e chuva granizo. Segundo dados coletados nas estações meteorológicas, nas últimas 24 horas foram registrados 96 mm em Lages, 99 mm em Petrolândia, 89 mm em Santa Rosa de Lima, Águas Mornas registrou 88 mm e Itajaí recebeu 81 mm. Quanto aos ventos, a velocidade mais alta foi registrada em Chapecó, com 70 km/h, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia. 

Fonte: Virgínia Alves - Notícias Agrícolas