fbpx

Principais métodos para controlar plantas daninhas na cultura do milho

Prevenir, usando sementes de boa procedência, são indicadas para diminuir a propagação das ervas daninhas

Segundo a Embrapa, o controle inadequado das plantas daninhas é um dos principais fatores relacionados ao baixo rendimento da cultura de milho: as perdas de produtividade devido à interferência delas podem variar entre 10% a 80%, dependendo da quantidade e do tipo de daninhas envolvidas, do estágio de desenvolvimento da cultura e das condições climáticas e de solo.

Por esse motivo, é papel do produtor recorrer aos métodos de controle que aumentem as chances de a cultura superar as daninhas que competirão pelos recursos necessários para o seu crescimento. Uma das formas de diminuir a disseminação de plantas daninhas é agir preventivamente, utilizando sementes de boa procedência e fazendo a limpeza das máquinas e equipamentos usados na lavoura. Algumas práticas culturais como o correto preparo do solo, adubação, rotação de cultura e manejo da palhada também auxiliam bastante neste processo.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Assessoria de Imprensa