fbpx

Plano Safra: diante do impasse quanto ao PLN 4, o que esperar?

O Congresso Nacional tem sessão marcada para esta terça, 1º,  para análise de 18 vetos presidenciais e três projetos de lei, entre eles o que restabelece quase R$ 20 bilhões ao orçamento federal de 2021. Nesse montante, está a recomposição de 3,5 bilhões em recursos para a subvenção do crédito rural e representantes do agronegócio têm acompanhado a questão e anseiam por essa votação o quanto antes, uma vez que o plano agrícola e pecuário 21/22 pode ser afetado sem essa recomposição.

Para falar deste assunto, convidamos a gerente técnica do sistema Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), Aline Veloso, que diz que é fundamental que os parlamentares acelerem essa decisão para que o produtor possa, enfim, saber como será o custeio para a próxima safra.

“Temos acompanhado todo esse processo, em contato também com deputados para que essas recomposições fossem feitas no orçamento. Temos a expectativa que seja debatido e votado amanhã”, disse.

Em Minas Gerais, além dos setores de pecuária e café, vários outros segmentos podem ser afetados com a indefinição da subvenção. “Somos um estado muito diverso na atividade produtiva, tanto na cafeicultura como pecuária de elite, de corte ou hortaliças. Esse acompanhamento é um ponto muito importante dessa recomposição que vai além, trazendo impacto não só para os pequenos, mas também para os médios”, completou.

Fonte: Canal Rural