fbpx

Paraná alerta para casos de raiva

A Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar) emitiu um comunicado reforçando a necessidade de vacinar o rebanho contra a raiva. Neste ano, já foram identificados 35 de casos no estado e o monitoramento está mais difícil devido a pandemia. O maior foco foi encontrado em Palmeira, nos Campos Gerais, onde foram confirmados dez casos.

A vacina é a melhor forma de prevenção contra a raiva bovina. A doença é causada pela picada de morcegos hematófagos e ataca o sistema nervoso, causando morte em 100% dos casos. A raiva também pode ser transmitida para humanos, eqüinos e todos os outros mamíferos por arranhões e lambidas dos bichos contaminados.

A orientação é que as reses devem ser vacinadas anualmente. Os animais novos, com idade superior a três meses, também precisar ser imunizados e receber um reforço da vacina 30 dias após a primeira aplicação. A vacina custa em torno de R$ 0,50.



Fonte: Eliza Maliszewski