fbpx

Novembro começa com temporais em Minas Gerais e parte da Bahia

Na terça-feira, 3, instabilidades que atuam em diversos níveis da atmosfera, alimentadas pela umidade que vem do oceano, aumentam a condição para chuva no Sul do país, apenas na faixa leste do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e metade sul e leste do Paraná.  A previsão do tempo indica que a chuva deve vir de forma pouco volumosa, com maiores acumulados apenas no litoral de Santa Catarina. Demais áreas da região devem seguir com tempo firme e sol predominando.

No Sudeste, o tempo instável continua em grande parte da região. No entanto, o risco para temporais e transtornos é bem menor que nos dias anteriores. No leste de São Paulo, condição para chuva fraca e variação de nebulosidade. O tempo fica firme nas demais áreas do estado de São Paulo.

No Centro-Oeste, o tempo continua firme em Mato Grosso do Sul, no sul de Goiás e sudoeste de Mato Grosso. As outras áreas da região seguem com instabilidades e por isso pode chover em pontos isolados ao longo do dia. A chuva, apesar de ter menores acumulados que nos dias anteriores, ocorrem acompanhada por trovoadas.

Por outro lado, a chuva segue intensa em todo o estado da Bahia, mas com destaque para o Recôncavo Baiano onde os volumes serão elevados, o que aumenta o risco para transtornos como alagamentos e deslizamentos de terra. A chuva mais expressiva também é esperada para o Maranhão, Piauí e oeste do Pernambuco, enquanto nas demais áreas, os volumes devem ocorrer de forma isolada e com baixos acumulados.

No Norte, o destaque para chuva mais expressiva que deve atingir o norte do Amapá devido à atuação da Zona de Convergência Intertropical. As precipitações serão mais intensas entre o Amazonas, Tocantins e Pará, enquanto nas demais a áreas a chuva perde intensidade, e ocorre de maneira mais pontual. Tempo firme no sul de Rondônia.

Na quarta-feira, 4, o tempo firme volta a predominar em grande parte da região Sul do país. A chance de chuva fraca e maior variação de nuvens é esperada apenas entre o leste dos três estados. No Sudeste, a chuva bastante volumosa deve retornar para os estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Chove bastante também entre a Zona da Mata e o norte de Minas Gerais. Sem mudanças significativas no Centro-Oeste em relação a terça-feira. Isso porque o tempo segue firme entre o Mato Grosso do Sul, sudoeste de Mato Grosso e sul de Goiás.

Nas demais áreas, a chuva deve ocorrer de forma isolada, mas com acumulados menos expressivos aos observados na última semana. No Nordeste, a chuva continua bem distribuída no decorrer dos próximos dias e no Norte volumes expressivos de chuva seguem ocorrendo entre o Tocantins e Pará, além do norte do Amapá. Enquanto isso, as demais áreas da região seguem com condição para chuva isolada e passageira, com acumulados menos elevados. O tempo firme persiste no sul de Rondônia.

Fonte: CANAL RURAL