fbpx

Muito além da soja e milho

O que pouca gente sabe é que o Paraná é um grande produtor de flores. A maioria das cidades produtoras estão nas regiões Norte, Oeste e Noroeste do Estado. As principais produtoras são Cascavel, Marialva, Peabiru, Maripá, Campo Mourão e Uniflor, que juntas detém um Valor Bruto do Produto de R$ 51,6 milhões. Além de ser uma ótima fonte de renda para os agricultores, a maioria familiares, as flores viraram atrações turísticas. 

MAIOR PRODUTOR DE ROSAS DO DESERTO

O maior produtor do Brasil da rosa do deserto é o Paraná, mais precisamente em Londrina. Sandro Takemura, que atua no distrito da Warta, em Londrina, produz 1 milhão de plantas por ano.

A planta, que lembra um bonsai, chama atenção pela grande diversidade de cores das flores, desde as mais comuns na cor rosa até as mais exóticas na cor preta.

Os principais produtos da floricultura do Estado são:

• Gramado (53,2%);
• Plantas perenes/ornamentais (15, 2%);
• Orquídeas (6%);
• Crisântemos (6%);
• Roseiras (5,6%);
• Muda de árvores para arborização (2,1%);
• Muda de palmeira imperial (1,9%);
• Beijo americano (0,9%);
• Gérbera (0,8%);
• Solidaster (0,7%)

PRODUÇÃO DE FLORES CRESCE ENTRE 6% E 8% AO ANO NO PARANÁ

Conforme números do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), só em 2018 a cadeia produtiva de flores movimentou R$ 10,2 bilhões e obteve participação no Produto Interno Bruto (PIB), com R$ 4,5 bilhões de reais. Ricardo Faria acrescenta que o setor da floricultura cresce de 8 a 10% ao ano, mesmo nesse período de crise econômica que o país atravessa.

O cultivo de flores no Paraná tem crescido entre 6% e 8% ao ano, segundo o engenheiro agrônomo Paulo Andrade, da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Seab). Em 2018, a floricultura respondeu por R$ 136.782.295,00 do Valor Bruto da Produção (VBP) do Estado, que totalizou 89,6 bilhões.

Com informações da Agência Estadual de Notícias

Fonte: Assessoria de Imprensa