fbpx

Monitoramento aponta milho segunda safra com amplo desenvolvimento

As precipitações ocorridas no início de março favoreceram o desenvolvimento do milho segunda safra em praticamente todo o país

O Boletim de Monitoramento Agrícola disponibilizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que a falta de chuva no oeste de Santa Catarina e no Rio Grande do Sul contribuiram para a quebra de produtividade do milho primeira safra e da soja nesses estados.

Já as anomalias negativas do índice de vegetação, observadas especialmente no Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e no Paraná, refletem o atraso no desenvolvimento do milho segunda safra em relação à safra anterior, em função do atraso no plantio.



A qualidade e assertividade nas informações do Boletim ganham ainda mais destaque nesse período de enfrentamento ao novo coronavírus, quando as pesquisas de safra serão realizadas com o auxílio de ferramentas de trabalho remoto.

O monitoramento é realizado a partir de imagens de satélite, mas é potencializado graças à expertise histórica da Conab na coleta de dados em campo. A cada 16 dias, os técnicos acompanham o desempenho dos cultivos para traçar um retrato fiel das condições das lavouras com a análise das informações. Além disso, os satélites também fornecem dados meteorológicos, fundamentais para a verificação dos impactos no desenvolvimento da cultura.

Confira a edição completa do Boletim de Monitoramento dos Cultivos de Verão Março/2020.

Fonte: Foco Rural com informações de assessoria