fbpx

Milho avança no oeste baiano e abre leque de oportunidades futuras

Produtores do oeste baiano seguem otimistas com os preços firmes e a expectativa de superar os resultados do ciclo anterior, e já estão atentos ao planejamento de safra dos próximos anos, que deve ter ainda mais investimentos em inovação e tecnologia empregada no campo.

Em busca de alta produtividade e rentabilidade, agricultores do estado conferem, de 13 a 15 de março, na Agro Rosário, em Correntina, soluções para manter a competitividade diante de um cenário que aponta uma produção 40,9% maior de milho na próxima década, segundo as Projeções do Agronegócio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e da Embrapa.

Nas áreas demonstrativas do evento, estarão em evidência híbridos de milho adaptados às condições climáticas da região, como o recém-lançado e já testado FS670, e precoces tolerantes à pressão de pragas e doenças, a exemplo do FS610 que traz mais estabilidade com qualidade do grão principalmente diante de áreas com presença de nematoides. Outros destaques que podem ser vistos nas vitrines tecnológicas são precoces de alta produtividade como o FS564, FS505, FS715 e FS620.



“O oeste baiano é uma região de grandes oportunidades e deve contribuir de maneira significativa para o avanço da safra de grãos no país. Muitos produtores já planejam a safra verão e anseiam por novas tecnologias e híbridos de milho de alto teto produtivo, para aumento do potencial de desenvolvimento no campo, com qualidade e sustentabilidade”, diz Paulo César Jr., gerente de desenvolvimento de mercado da Forseed.

Os materiais apresentados no evento contam com a nova tecnologia PowerCore™ Ultra, para controle de pragas e manejo de plantas daninhas, além de tratamento de sementes industrial Cruiser® e Fortenza®Duo, protegendo a lavoura em seus estágios iniciais e permitindo que o híbrido expresse seu máximo potencial de rendimento e produtividade.

Fonte: Agrolink