Mandioca: Com oferta ampla e demanda fraca, cotações em reais estão 19% mais baixas que no mesmo período em 2020

Preços baixos podem pressionar a área ser plantada. Segundo analista, com baixa rentabilidade, produtor pode buscar por outras culturas.

De acordo com informações de Fábio Isaias Felipe, o mercado da mandioca passa por um período de pressão nas cotações. Os dados mostram que, em reais, o preço da mandioca está 19% mais baixo que o mesmo do ano passado.

“Esse cenário começa a se desenhar de fato no último trimestre do ano passado, quando tivemos um aumento expressivo na oferta de mandioca. Na virada do ano, esse cenário continuou. Então desse modo, houve uma oferta bastante expressiva na indústria, exceto em janeiro que os trabalhos no campo foram diminuídos por conta da questão climática, mas a partir de fevereiro a oferta veio bastante elevada”, comenta.

O setor observou ainda um recuo na demanda, que acabou não sendo compensado pelo segmento industrial. “Então do lado a gente tem uma oferta crescente de matéria prima e por outro lado a gente tem uma demanda um pouco mais retraída pelos derivados”, acrescenta.

O pesquisador alerta ainda que o período de preços baixos preocupa para a próxima safra, que deve ter o início do plantio entre maio e setembro. Segundo ele, o produtor tem observado a rentabilidade de outras culturas, sobretudo no centro-sul do Brasil. “Isso pode ter algum impacto negativo na área que vai ser plantada esse ano, e tendo esse cenário de preços baixos e preços bastante favoráveis em outras culturas, temos  uma pressão sobre a área ser plantada”, diz.

Fonte: Notícias Agrícolas - Virgínia Alves