fbpx

Custo da alimentação pressiona o leite

O Índice do Custo de Produção de Leite (ICPLeite), elaborado pela Embrapa Gado de Leite, registrou alta de 2,21% em outubro. Os custos estão pressionados pelo preço da alimentação concentrada que tem maior peso no indicador. A alta deste item foi de 3,71% e o grupo produção e compra de volumosos, teve aumento de 2,94%. Em seguida sal mineral apresentou aumento de 2,41%, energia e combustível, 0,72% e sanidade, 0,25%. Os grupos mão-de-obra e reprodução não variaram e o grupo qualidade do leite apresentou retração de -1,16%.

O último trimestre de 2020 começou com inflação acumulada de 14,12%. O grupo alimentação concentrada, registrou alta de 29,68%, descolando dos demais grupos, que tiveram variações abaixo de dois dígitos. Deflação só foi verificada no grupo reprodução, que apresentou queda de -1,28%.

Em 12 meses, a variação do indicador foi 16,38%. No ano o grupo alimentação concentrada teve aumento de 35,74%. Devido ao seu peso dentro da ponderação do indicador, o custo da Alimentação concentrada foi o grupo que mais impactou a variação verificada.

Fonte: AGROLINK -Eliza Maliszewski