fbpx

Como utilizar defensivos agrícolas para evitar a perda da produção?

Você sabe como usar defensivos agrícolas com responsabilidade para evitar a perda de toda sua safra?

São muitas as ameaças que podem devastar uma lavoura e levar embora toda uma temporada de plantio. Para evitar que isso aconteça, os defensivos agrícolas são uma das alternativas mais utilizadas atualmente.



Porém, é preciso muito cuidado e usar de maneira consciente este recurso, ou você pode acabar prejudicando ainda mais a sua plantação. Confira algumas dicas que podem te ajudar neste processo!

O que são defensivos agrícolas?

Os defensivos agrícolas são compostos utilizados para proteger a plantação de estragos causados por agentes vivos, como insetos ou plantas daninhas. São também conhecidos como agrotóxicos e são pauta frequente nos noticiários pelos danos que podem causar à saúde humana.

Por ser um dos maiores produtores e exportadores agrícolas do mundo, o Brasil é o país que mais utiliza defensivos. Mas estudos  da Universidade Estadual Paulista em Botucatu (UNESP) indicam que quando comparamos as áreas cultivadas, países conhecidos pela longevidade como Japão, Alemanha e França consomem muito mais do que o Brasil.

Benefícios

Além de ser necessário para uma alta produção de alimentos que dê conta de sustentar a população mundial, os defensivos agrícolas apresentam outros benefícios, confira: 
I – aumenta a produtividade da terra: com plantas mais resistentes às pragas você consegue produzir mais no mesmo espaço de terra;
II – evita a expansão de áreas agrícolas: com alta produção em espaço reduzido não é necessária a expansão das lavouras, o que evita o desmatamento de áreas nativas, protege a fauna e flora local e contribui para a sustentabilidade na agricultura;
III – diminui o preço de alimentos: como os custos de produção ficam menores, os alimentos também ficam com preço reduzido, o que possibilita o acesso à comida para uma parcela maior da população.

Como aplicar em sua lavoura?

Para aplicar os defensivos em sua produção é importante ter em mente que este é somente um dos métodos que vai te ajudar no controle de qualidade da safra.

É preciso de um plano holístico que traga várias abordagens com a técnica de Manejo Integrado de Pragas (MIP). Por meio desta técnica são implementadas práticas como o uso de plantas resistentes geneticamente, monitoramento de pragas, preparo do solo e controle biológico de ameaças.

Apesar de apresentar pontos muito positivos, é importante ressaltar que o uso irresponsável de defensivos agrícolas, que não siga as recomendações de segurança, pode ser muito perigoso tanto para os consumidores tanto para quem produz.

Para utilizar avalie antes as dosagens necessárias do produto para o tamanho da terra e qual é a praga que está assolando sua plantação, pois cada defensivo tem uma classificação por substância e de acordo com a ameaça que irá combater.

A melhor indicação é obter a opinião de um agrônomo que poderá te indicar uma prescrição correta com base em uma análise profissional.


SEGURO AGRÍCOLA
Com a necessidade do produtor rural ter um seguro de lavoura sem burocracia, de fácil contratação e que protegesse seus altos investimentos contra intempéries climáticas, a SEGURAGRO inovou os serviços de atendimento e assessoria na contratação de seguro agrícola de lavouras para culturas de soja, milho, trigo, feijão, café, cana-de-açúcar e outras culturas.

SAIBA MAIS SOBRE SEGUROS AGRÍCOLAS

Fonte: Scherer