fbpx

‘Brasil deve ser protagonista no mercado de crédito de descarbonização’

Na próxima semana, o governo federal deve publicar uma medida provisória que reduz a taxa sobre a comercialização de Créditos de Descarbonização (CBios) de 34% para 15%. De acordo com o comentarista Benedito Rosa, a MP vêm para “dar o impulso que faltava para a comercialização deste importante instrumento financeiro”.

Ex-secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Benedito Rosa afirma que os programas brasileiros, que vem desde a década de 1970, para energia alternativa são tão importantes que deveriam ser tratados como programas de Estado, não de governo. “Para evitar que aconteça o que aconteceu no passado, quando foram abandonados”, diz.

Além disso, ele reforça que o apoio do governo federal poderia ser mais intenso para que a produção básica e o processamento industrial tenham veículos ágeis e competitivos no mercado internacional de descarbonização. “No plano nacional de matriz energética de transporte, o Brasil inclui os biocombustíveis na maior proporção em escala mundial, isso é invejável”, afirma. Segundo ele, o país precisa assumir o protagonismo no mercado internacional.

Fonte: Canal Rural