fbpx

Bolsonaro confirma indicação de Aras para PGR e defende respeito ao produtor rural

O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta quinta-feira a indicação do procurador da República Augusto Aras para o posto de procurador-geral da República e afirmou que um dos assuntos discutidos com o escolhido para que ele fosse indicado foi o respeito ao produtor rural e o casamento entre a preservação do meio ambiente com a produção.

“O que, no meu entender, é uma boa notícia, apesar de não ser publicada ainda, já estou apanhando na mídia, esse é um bom sinal, é sinal que a indicação nossa é boa, acabei de indicar o senhor Augusto Aras para chefiar o Ministério Público Federal”, disse Bolsonaro durante evento no Ministério da Agricultura em Brasília.



A indicação de Aras, já publicada em edição extra do Diário Oficial da União, será submetida à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, que irá sabatiná-lo. Posteriormente o nome terá de ser aprovado pelo plenário da Casa.

Aras não estava na lista tríplice resultante da eleição realizada pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) entregue pela entidade a Bolsonaro. É a primeira vez desde 2003 que um presidente escolhe um nome fora da lista tríplice para comandar o Ministério Público Federal (MPF).

A indicação havia sido informada à Reuters mais cedo por uma fonte com conhecimento do assunto.

(Reportagem de Eduardo Simões, em São Paulo, e Maria Carolina Marcello, em Brasília)

Fonte: Reuters