fbpx

Arroba do boi deve consolidar novo patamar de preço, na faixa dos R$ 230, entre julho e agosto

Vazio de oferta de animais deve seguir nos próximos meses e portanto, a continuidade das exportações e uma leve melhora do consumo interno, reforçariam novo patamar

Com o vazio de oferta de animais, a expectativa do mercado é que a arroba do boi gordo se consolide ao redor de R$ 230,00 entre os meses de julho e agosto no estado de São Paulo. As exportações de carne bovina aquecidas e a retomada da demanda interna devem favorecer o cenário de altas para os preços.

De acordo com o Analista de Mercado da Agrifatto, Yago Travagini Ferreira, as valorizações da arroba estão mais constantes e sustentadas se comparada com o final de 2019. “No final do ano passado, os preços da arroba atingiram o patamar dos R$ 230,00 só que não se consolidou neste patamar”, comenta.



A estimativa é que em curto prazo a referência para a arroba fique próxima de R$ 220,00, mas já existem negócios pontuais nestes valores. “Em um período de 15 a 20 dias, esse patamar de preço deve ser consolidado e negócios a R$ 230,00 podem ocorrer a partir de agosto”, relata.

Com relação ao primeiro giro do confinamento, o analista explica que os pecuaristas planejaram a engorda dos animais no início do ano em que os preços do milho estavam elevados e o valor da arroba não estava atrativa. “Esse confinamento que chega em julho e agosto não terá uma grande margem e volume justamente por que a conta não fechava”, afirma.

Fonte: Notícias Agrícolas