fbpx

Ainda há chance de vender soja com lucro

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a sexta-feira (27/3) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação subindo 0,27% nos portos, para R$ 98,82 (contra R$ 98,55 do dia anterior). Com isto o ganho acumulado nos portos subiu para 9,97% no mês.

De acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica, o preço da soja ainda está lucrativo e pode ser aproveitado: “Tudo bem, o Dólar teve uma subida nesta sexta-feira, para R$ 5,10, mas ficou longe dos R$ 5,25 alcançados no último dia 18, e não eliminou a tendência gráfica de baixa. Isto significa que os vendedores brasileiros continuam tendo uma boa chance de venda, antes que despenque devez”.

Pelos cálculos matemáticos dos analistas da T&F Agroeconômica, os preços atuais da soja, que já não são os mais altos do ano, ainda permitem lucros, depois de pagas todas as despesas, ao redor de 33,34% em Balsas-MA; 30,68% na Bahia; 21,21% em Pedro Afonso-TO; 22,72% em Anápolis-GO; 21,51% em Patrocínio-MG; 26,51% em Dourados-MS; 25,0% em Primavera do Leste-MT; 29,54% em Cascavel-PR; 34,85% em Concórdia-SC e 34,09% em Ijuí-RS.



“São lucros extraordinários, não apenas para esta safra, mas para a próxima, de 2021, também. O Dólar para o próximo ano ainda está a R$ 5,10 para maio/21 e 5,15 para julho/21, embora todos os analistas financeiros indiquem que deverá cair para R$ 4,50 ainda no final de 2020 e ficar neste nível durante todo o ano de 2021. Então, nossa recomendação é que continue vendendo com este Dólar alto, fixando os excelentes lucros que ele apresenta”, concluem os analistas da T&F.

Fonte: Agrolink