fbpx

Agricultores mantem a lucratividade com vendas pela internet na pandemia

O isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus,  manteve os bares e restaurantes fechados. Apesar disso, a saída para manter a renda do produtor rural foi realizar as vendas pela internet. O comércio online cresceu mais de 100% durante a pandemia, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm).

Desde 2012, a família Ress produz queijos artesanais de leite de búfala da raça Murrah. Os produtos conquistaram espaço nos restaurantes da região do Vale do Paraíba. Mas om a queda na demanda por conta do fechamento do comércio, o cenário se tornou mais desafiador. “A gente sofreu muito com essa paralisação toda, teve uma redução no primeiro mês de 60% do nosso faturamento. No segundo mês a gente já conseguiu reverter para 50% e esse mês que passou atingimos 60% do nosso faturamento de volta”, comentou Simon Riess, proprietário da fazenda.

Criatividade para superar a crise



Entre as estratégias para  enfrentar a crise, os irmãos Riess optaram por aumentar as parcerias e intensificar a prática das vendas pela internet. Com isso, aumentaram os pedidos de entrega” Tivemos a necessidade de mudar as nossas estratégias. Há três anos a gente já trabalha com o delivery para pessoa física, mas a gente viu na obrigação de impulsionar esse novo. Chegamos a vender 50% a mais do que a gente usualmente vendia”, ressaltou Stefan Riess, sócio diretor da empresa de laticínios da família.

Fonte: Canal Rural