Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018
AGRO BANANA DO BRASIL
Banana: aumento da demanda estimula produtores
14/08/2017
No primeiro semestre do ano, foram comercializados em Mato Grosso do Sul, mais de 10 mil toneladas de banana, sendo que 78% do volume total são do tipo ‘Nanica’. As informações divulgadas pela Central de Abastecimento (Ceasa/MS) revelam ainda que a produção estadual contribui com 15% da demanda interna. O restante é proveniente de Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais.

Atento ao cenário econômico atual, o programa Hortifrutí Legal, do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS) promoveu no mês de julho, visita técnica a uma propriedade referência em produção da cultura de banana, na qual 17 produtores interessados participaram de uma verdadeira ‘aula prática’ sobre cultivo da fruta.

O engenheiro agrônomo Victor Almeida, técnico de campo responsável pelo atendimento de 30 famílias no município, explica que a ideia surgiu depois da análise do potencial produtivo da região. “Após verificação da aptidão mercadológica e agrícola da região, apresentamos a opção da cultura da banana aos produtores que demonstraram bastante interesse. O passo seguinte foi a realização de capacitação promovida pelo Senar/MS sobre ‘Plantio e Manejo de Pomar – Cultivo de Banana’. Para finalizar foi realizada visita em uma propriedade que já trabalha com plantio comercial da fruta”, diz.

Planejando a próxima colheita
A produtora Simone Barbosa Galzi, 31 anos, participa do programa há dois anos e comercializa hortaliças produzidas em sistema de hidroponia. “A orientação do Hortifrúti Legal foi excelente para nossa comunidade e as orientações nos mostraram que unidos temos mais força de produção e venda. Por isso vamos comprar as mudas de bananeira em conjunto para iniciarmos o cultivo”, diz.

A recomendação, de acordo com a técnica utilizada na propriedade visitada, que já comercializa a fruta, é de que os produtores iniciem o cultivo com o plantio mínimo de 800 mudas. “Se você pensar no retorno financeiro, o investimento não é alto já que a caixa com 23 quilos está sendo comercializada por até R$ 30”, acrescenta a produtora que já demonstra habilidade com o planejamento de culturas.

Morador na comunidade Nova Querência, há quase 20 anos, Cleber Colman de Maris e a família já desenvolveram diferentes atividades rurais sendo as mais recentes a pecuária de leite e a produção de vegetais. “Com o apoio da ATeG do Senar/MS investimos, de forma orientada, na produção de leite e no cultivo de pepino, berinjela e jiló. Aprendemos a planejar o plantio escalonado e vamos incluir a banana a partir do mês que vem”, diz.


FONTE: SF Agro
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: