Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Hortifruti
Banana: confira dicas de fertilização para melhorar a produção da fruta
01/03/2017
O produtor precisa conhecer a planta, seu ciclo e sua fisiologia para alcançar o melhor rendimento na plantação.
A banana é a fruta mais consumida pelo brasileiros e é produzida em todos os estados do País. Porém, as principais plantações comerciais estão localizadas nos estados de São Paulo e Bahia. Segundo projeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o faturamento dos produtores de banana deve alcançar R$ 16,8 bilhões em 2017, alta de 16,7% em relação ao ano anterior.

De consumo fácil, quem vê os cachos prontos nem imagina todos os processos de produção da fruta. Um dos principais pontos para uma produção de sucesso é a fertilização correta. Segundo Rafael Val, agrônomo da Yara, é fundamental procurar assistência técnica para conseguir um excelente planejamento nutricional. Para auxiliar o produtor, a empresa tem um programa nutricional focado na fruta, com o objetivo de zerar as perdas na lavoura. “O bananicultor precisa conhecer a planta, seu ciclo e sua fisiologia. É um ser vivo, então, é fundamental saber suas necessidades para mantê-la bem e saudável”, diz Val. Confira algumas dicas do especialista para a produção de banana. Leia também: Caminhos do agro: como a banana é produzida?

1 – Quando e como aplicar os fertilizantes
É fundamental saber o momento certo de adubar e, para isso, o produtor e seu técnico precisam entender o ciclo da planta, explica Val. Como na bananeira existem três gerações distintas de planta na mesma touceira (planta mãe, filha e neta), é muito importante que a nutrição seja feita constantemente, garantindo assim um maior aproveitamento dos nutrientes aplicados. “Na banana irrigada, a adubação pode ser semanal e, em alguns casos, produtores já têm feito adubação diariamente. A ideia é parcelar o máximo possível a fertilização da planta”, afirma o agrônomo.

2 – Adubação na dose certa
Na produção de banana é muito importante evitar o desequilíbrio, por isso, não é recomendável aplicar grandes quantidades de um único nutriente. É preciso respeitar as necessidades das bananeiras, diz Val. Quando há um desequilíbrio na aplicação de determinado nutriente, ocorrem problemas com outro nutriente. A aplicação em demasia de fertilizantes desestabiliza a planta, impacta negativamente o meio ambiente e sobe os custos, além de não melhorar a produção.

3 – Aumente a eficiência da aplicação
É fundamental utilizar fontes eficientes de fertilizantes para garantir o aproveitamento da cultura. “A utilização de adubos à base de ureia traz grandes perdas nutricionais, que podem chegar a 80% em alguns casos, pois a evaporação da amônia é a responsável pela perda de nitrogênio”, afirma Val. Com um bom manejo, o objetivo é alcançar perda zero nas lavouras.

4 – Posicionamento dos fertilizantes
Quando pensamos no sistema radicular da planta, lembrando que a boca é a raiz, precisamos posicionar o fertilizante onde há raízes para absorvê-lo, explica o especialista. Toda vez que cortamos um cacho, precisamos remover a planta e conduzir a filha para que tenhamos um novo cacho, assim ocorre um pequeno deslocamento da touceira. Por isso, é necessário distribuir nutrientes com pouca mobilidade no solo, como o fósforo, em meia-lua – em frente e distante cerca de 40 ou 50 centímetros da planta filha ou da planta neta. “Já em terrenos inclinados, a adubação deve ser feita também em meia-lua, mas do lado de cima da cova”, diz Val. Lembrando que em casos de banana de sequeiro a aplicação dos fertilizantes deve ocorrer sempre em períodos com boa umidade no solo, para melhorar o aproveitamento dos nutrientes.

5 – Potássio na fase certa
O principal elemento demandado pela cultura da banana é o potássio. Por essa razão, na maioria das vezes, o produtor acaba exagerando na dose deste nutriente. Se estamos no primeiro ano de implantação do bananal, realmente teremos que trabalhar com uma dose maior de potássio, porém, a partir do segundo ano, começa a ocorrer a reciclagem de nutrientes pela cultura, que precisará de menos potássio. “Além de economizar com fertilizantes, também ganhamos um solo mais bem condicionado”, diz Val. Lembrando que para calcular a dose de potássio, deve-se levar em conta qual variedade está sendo trabalhada, a idade do bananal e quanto se espera colher.
FONTE: SF Agro
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: