Sábado, 21 de Julho de 2018
Saúde no Campo
O açaí do Acre está contaminado pela Doença de Chagas
18/10/2016
Exames realizados com cinco amostras de açaí do município de Feijó, (AC), em agosto deste ano, encontraram DNA de barbeiro – inseto transmissor da doença de Chagas em 100% do material coletado. O açaí do Acre está contaminado pela Doença de Chagas ou Tripanossomíase americana, doença tropical parasitária causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmitida principalmente por insetos da subfamília Triatominae.

O secretário de Saúde do estado, Gemil Júnior, informou que todas as amostras foram coletadas em um único dia, durante o tradicional festival do açaí na cidade de Feijó. “As amostras encaminhadas registraram a presença do agente causador da Doença de Chagas. Diante disso, a Sesacre, por meio do Departamento de Vigilância Entomológica e Epidemiológica, iniciou um trabalho de ação estratégica”, diz Gemil.

O que ele não explicou na nota foi o motivo da Secretaria de Saúde não ter alertado a população sobre o perigo do consumo do açaí, mesmo depois dos exames realizados em um dos laboratórios mais modernos do país, o Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo, confirmar a presença do agente causador de Doença de Chagas nas polpas do produto tão consumido pela população acreana.

Veja o comunicado enviado pela secretaria:
NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Saúde do Acre colheu, em julho deste ano, amostras de suco de açaí no estado e encaminhou ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), em São Paulo, para que fossem analisadas.

O laboratório é referência em exames para identificação do DNA Trypanosoma cruzi, agente causador da Doença de Chagas, em amostras alimentares.

As amostras encaminhadas registraram a presença do agente causador da Doença de Chagas. Diante disso, a Sesacre, por meio do Departamento de Vigilância Entomológica e Epidemiológica, iniciou um trabalho de ação estratégica.

A Secretaria de Estado de Saúde ressalta que esse é um tema debatido, há muito tempo, inclusive no Congresso Nacional.

Ainda como senador da República, o governador Tião Viana apresentou projeto de lei para que os produtores de açaí fizessem investimentos no processo de pasteurização do suco da fruta, método que assegura a esterilização e a qualidade do produto, permitindo assim, o consumo seguro, sem riscos à saúde.

A Secretaria de Estado de Saúde rechaça boatos maldosos e reafirma o seu compromisso com a saúde da população acreana.

Rio Branco, Acre, 9 de outubro de 2016.

Gemil Salim de Abreu Júnior
Secretário de Saúde do Estado do Acre
FONTE: Foco Rural com informações de assessoria
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: