Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018
Agroindústria
Mercado de pet food deve receber investimento volumoso no País
16/09/2016
Foto: Divulgação Mars Brasil
Setor de pet food (alimentos para animais de estimação) do Brasil ocupa o segundo lugar no mundo em faturamento: R$ 18 milhões, em 2015. País ainda tem potencial de crescimento acima de 60%
O faturamento nacional de pet food, setor brasileiro de alimentos para animais de estimação que ocupa o segundo lugar no mercado mundial, tem marcas que impressionam: girou em torno de R$ 18 bilhões em 2015, sendo R$ 500 milhões somente em exportações de alimentos, acessórios e medicamentos para pets. Os dados, que abrangem este segmento como um todo, são da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Para fortalecer ainda mais este cenário positivo, durante uma reunião com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, no último dia 30 de agosto, o presidente da Mars Pet Care Brasil, José Carlos Rapacci, anunciou o intuito da multinacional norte-americana de investir mais de R$ 1 bilhão, até 2020, no Brasil.

Ainda em 2016, a empresa aplicará cerca de R$ 170 milhões na construção de uma fábrica de pet food na cidade paranaense de Ponta Grossa, o que de imediato vai gerar mais de cem empregos diretos. A produção da nova fábrica atenderá tanto o mercado interno quanto para exportação.

O Plano Agro+, lançado no mês passado pelo Ministério da Agricultura, deve estimular novos investimentos. Em entrevista à equipe SNA/RJ, o diretor de Assuntos Corporativos da Mars Brasil, Rodrigo Tedesco, acredita que “toda iniciativa que reduza a burocracia e traga maior previsibilidade para a realização de investimentos é bem vinda”.

“Esse é o objetivo do Programa Agro+ do Ministério da Agricultura, que contempla medidas com foco na transparência e parcerias, melhoria do processo regulatório e normas técnicas e facilitação do comércio exterior”, comenta.

Tedesco ressalta a parceria entre a Mars, o Mapa e a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuaria (CNA), que contempla a divulgação dos requisitos sanitários para a exportação para os diferentes países. “Este é um exemplo de iniciativa extremamente positiva, que reduzirá as complexidades que envolvem o processo de exportação”, afirma.
FONTE: SNA
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: