Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018
Entrevistas
27 de julho: Dia Nacional da Prevenção de Acidentes de Trabalho
27/07/2015
No dia 27 de julho é comemorado em todo o Brasil o Dia Nacional da Prevenção de Acidentes de Trabalho. Segundo a OIT – Organização Internacional do Trabalho, cerca de 2,34 milhões de pessoas morrem todos os anos no mundo vítimas de acidentes de trabalho e doenças relacionados ao ofício. No Brasil foram registrados 717.911 acidentes, 2.814 óbitos e 16.121 incapacidades permanentes, de acordo com os índices mais recentes, de 2013, do Anuário Estatístico da Previdência Social, que inclui apenas trabalhadores com registro em carteira.

Confira também:
Gestão da propriedade rural contribui no desenvolvimento econômico
A Segurança do Trabalho na agricultura
NR-06 – Equipamentos de Proteção Individual

Os encargos previdenciários dessas ocorrências ultrapassam os 10 bilhões de reais. “Os acidentes de trabalho resultam em prejuízos para o próprio trabalhador, com todos os aspectos físicos e psicológicos envolvidos; à sua família que tem sua rotina alterada, além da redução dos ganhos financeiros e ao empregador que tem sua capacidade produtiva reduzida, despesas com indenizações, multas e sua imagem comprometida”, explica o Engenheiro de Segurança do Trabalho, Ralph Wagner Marek.

“As causas dos acidentes de trabalho são classificadas em Condições Inseguras e Atos Inseguros”, apresenta o engenheiro. “As condições inseguras são qualidades [características] relacionadas ao ambiente de trabalho, como exemplo podemos citar a falta de proteção em máquinas, falta de sinalização ou iluminação, ruído ou poeira, entre outros riscos. Os atos inseguros são aquelas condutas que levam a pessoa agir comprometendo a sua segurança e a de terceiros”, explica.

No Brasil, o órgão que regulamenta a Segurança do Trabalho é o Ministério do Trabalho e Emprego por meio de suas Normas Regulamentadoras (NR). Atualmente são 36 normas que estão em constante atualização.

Os resultados esperados pela Segurança do Trabalho são:
• Estabilidade operacional – mão de obra constante;
• Melhor produtividade, pois as pessoas se sentem seguras;
• Menor número de paradas e menos desperdício de materiais e tempo;
• Mais estabilidade nos custos operacionais;
• Melhor ambiente social e imagem da empresa.
FONTE: Assessoria de Imprensa
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: