Terça-Feira, 23 de Abril de 2019
Legislação e Política
Sojicultor descumpre lei para mostrar que plantio em fevereiro funciona - MT
08/02/2019
Enquanto o Indea-MT não decide se libera ou não o plantio da soja em fevereiro no estado, produtor se antecipa, planta e chama empresas de pesquisa para acompanhar lavouras.

Enquanto o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) estuda a liberação ou não do plantio de soja em fevereiro, para realização de pesquisas, já tem agricultor se antecipando e, mesmo desobedecendo a atual legislação vigente do estado, plantando a soja. A iniciativa é para tentar mostrar que a mudança é mais eficaz do que a semeadura em dezembro.

O produtor João Paulo Rorig, do município de Cláudia, fez quase tudo o que manda a legislação em relação a salvar sementes de soja:

1 – registrou a sua área no Ministério da Agricultura;
2 – pagou os royalties à empresa detentora do germoplasma do grão;
3 – não cultivou soja na área reservada durante a safra de verão (colocando milheto no lugar).

Só um quesito não cumpre as regras: a data escolhida para o plantio da oleaginosa está fora da época permitida na lei, que limita a tarefa a 31 de dezembro. O produtor resolveu plantar agora no dia 7 de fevereiro, bem distante do autorizado em Mato Grosso.

“Optamos pelo plantio nessa primeira semana de fevereiro devido a qualidade da semente, pois em dezembro não temos as melhores sementes. Há alguns anos discutimos isso, tentamos mudar, mas não temos respostas. Já tentamos, brigamos muito e esse ano decidimos plantar fora do calendário mesmo”, afirma.

A decisão do agricultor não foi por birra ou sem motivo, já que quatro anos atrás ele fez também plantou em fevereiro. O resultado foi determinante para que ele decidisse repetir o plantio nesta época.

¨Os resultados foram muito bons! Sementes de alto vigor, pouca pressão de doenças e menor descarte, gerando uma semente de ótima qualidade. Por isso considero indiscutível a qualidade da semente no plantio agora em fevereiro”, conta.

Para cultivar os 80 hectares destinados à produção de sementes próprias, Rorig usou 8 mil quilos de sementes. A colheita está prevista para daqui 90 dias e o ele faz questão de deixar a porteira aberta para quem quiser acompanhar o resultado final.

“Acho que tem muito pouco estudo a respeito disso aí. A gente precisaria se aprofundar um pouco mais a respeito dessa ponte de doença, porque nesse período a soja teve menor pressão de doenças, quando plantei. Estamos plantando para provar que dá certo plantio nessa época, especialistas, pesquisadores estão convidados para dar uma olhadinha, acompanhar, discutir, conversar a respeito e chegar a uma decisão do que é melhor”, afirma.

A Aprosoja também reforça o convite para que a pesquisa acompanhe os resultados do plantio em fevereiro e espera sensibilidade do órgão fiscalizador com os agricultores que estão cultivando os campos experimentais.

“Na questão jurídica acredito que não vai ter problema nenhum, porque discutimos isso com o governo, com o Indea e outras entidades. Não acredito que o Indea hoje se negar em dar essa autorização, uma vez que já foi um assunto discutido. Precisamos desmistificar o que muitos falam, mas não apresentam estudo nenhum”, afirma o presidente da Aprosoja Mato Grosso, Antônio Galvan.

Para ele, esse plantio de fevereiro mostrará isso e as empresas de pesquisa que se opõe ao plantio em fevereiro deveriam ir até essas áreas para observar de perto. São pequenas áreas, vamos fazer esse trabalho com a Fundação Rio Verde e, volto a reiterar, que as empresas que se manifestaram contra que venham acompanhar, para depois não querer botar em cheque o trabalho que a Fundação Rio Verde fez”, diz Galvan.
FONTE: Soja Brasil
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: