Sábado, 23 de Junho de 2018
Agricultura
Soja transgênica modernizou a economia brasileira
11/06/2018
O estudo foi motivado pela migração dos agricultores para o setor industrial.
Um grupo de cientistas descobriu que a soja geneticamente modificada ajudou a modernizar a economia brasileira. De acordo com Jacopo Ponticelli, professor associado de finanças da Kellogg School, Bruno Caprettini, da Universidade de Zurique, e Paula Bustos, do Centro de Estudos Monetários e Financeiros da Espanha, o crescimento econômico do Brasil na última década se deve, principalmente, a soja.

A principal motivação para a realização do estudo foi o fato dos agricultores abandonarem suas plantações para irem trabalhar no setor industrial, o que acaba gerando um crescimento econômico. Ponticelli afirma que o movimento começou após a legalização de uma semente transgênica resistente à herbicidas, o que propiciou uma diminuição da mão de obra rural, já que os produtores não necessitavam mais remover as pragas, mas sim matá-las, um processo bem menos trabalhoso e demorado.

"Se pensarmos que o setor manufatureiro desempenha um papel fundamental para o crescimento econômico no longo prazo - porque a maioria das patentes, a pesquisa e desenvolvimento, a inovação acontece lá -, então novas tecnologias agrícolas não são más notícias, necessariamente", comenta.

De acordo com o relatório da pesquisa, esse papel fundamental descrito por Ponticelli ocorre de duas maneiras diferentes. Na primeira, a tecnologia facilita a liberação dos trabalhadores rurais de suas funções agrárias para buscar emprego na indústria, permitindo que esse setor cresça com isso. Já a segunda acontece quando os produtores donos das terras acabaram, por consequência, aplicando mais dinheiro no banco, o que permitiu que as instituições financiassem mais empresas de manufatura e serviços porque os centros urbanos conseguiram obter acesso mais barato ao crédito.

"Se pensarmos que o setor manufatureiro desempenha um papel fundamental para o crescimento econômico no longo prazo, porque a maioria das patentes, a pesquisa e desenvolvimento, a inovação acontece lá, então novas tecnologias agrícolas não são más notícias, necessariamente", finaliza
FONTE: Agrolink
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: