Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Insumos
Qual é o correto preparo da calda?
14/12/2017
Será que isso influencia o resultado final?
É necessário prestar atenção no preparo da calda na hora da aplicação das soluções na lavoura? Qual a importância de se conhecer os tipos de formulação antes mesmo de colocar a solução no tanque? Será que isso influencia o resultado final? O Portal Agrolink conversou sobre esses temas com Sergio Decaro, agrônomo de Tecnologia de Aplicação da UPL.

De acordo com ele, conhecendo a formulação do produto que será utilizado, consegue-se constatar se ele tem difícil solubilidade em água ou não. E de acordo com isso, a forma de se adicionar ao tanque pode-se variar.

“A adição direta de produtos de baixa solubilidade como WG, WP ou SC, pode resultar em decantação no tanque se não for feita uma pré-diluição. Nos casos de produtos com formulação EC, ou demais que contenham óleo, pode haver o contrário, ficando uma proporção de óleo sobrenadante no tanque. Finalmente os que apresentam boa solubilidade em água como formulações SG, SP ou SL, a solução no tanque fica uniforme”, explica.

Além da preparação da calda, existem outros fatores que tem ainda mais importância nesse processo: “Se não houver agitação constante e intensa, haverá decantação e o filtro de sucção é o primeiro a receber o conteúdo superconcentrado de calda, o que pode comprometer a alimentação ou fluxo da bomba com a quantidade necessária de calda. A bomba, por sua vez necessita que o fluxo de calda arrefeça seu interior. Quando há problemas na alimentação de calda na bomba, a mesma pode cavitar e esquentar”.

Assim, pelos recentes volumes baixos de calda, quando o conteúdo decantado consegue finalmente passar pelo filtro de sucção e pela bomba, ele provavelmente acabará retido nos filtros de ponta, no final da seção de barra, onde o fluxo de calda perde velocidade. “O resultado final pode ser a completa obstrução dos bicos e necessidade de limpeza de todo o sistema hidráulico. A origem do problema confunde o agricultor no campo, pois os problemas não ocorrem na primeira aplicação, mas sim na terceira ou quarta, já que a correta limpeza do equipamento quase nunca é feita. Isso porque sempre sobra calda dentro do tanque, pernoita ou fica por horas ou dias decantando. Esta situação de calda pronta ou parada, mesmo que por minutos é o suficiente para promover decantação de produtos”, conclui.
FONTE: Agrolink
NOTÍCIAS RELACIONADAS
VER TODAS

Cadastre-se e receba gratuitamente as atualizações do Foco Rural em seu e-mail

Após o preenchimento de seu nome e e-mail, clique no botão CADASTRAR. Você receberá um e-mail para confirmação do cadastro. Caso não receba o e-mail, verifique sua Caixa de Spam. O recebimento de nossa newsletter depende da sua confirmação. Confira nossos Termos de Uso.


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.
® 2011-2015. Foco Rural – O homem do campo bem informado. Todos os direitos reservados.
DESENVOLVIDO POR:
X
Enviar notícia por e-mail
*Meu Nome:
*E-mail Rementente:
*E-mail Destinatário: